terça-feira, 4 de outubro de 2016

O QUE TENHO EU A VER COM O «DEUTSCHE BANK»???

- DEUTCHE BANK EM DIFICULDADES E PROVAVELMENTE INSOLVENTE... 
O QUE É QUE EU TENHO A VER COM ISSO? EU NÃO TENHO NEM UM CÊNTIMO NO «DB»! JÁ ESTOU A OUVIR AS VOZES DALGUNS, TENTANDO TRANQUILIZAR-SE E FAZEREM FIGURA DE «VALENTÕES», QUANDO SE LHES ANUNCIA QUE ESTA ECONOMIA DE CASINO ESTÁ À BEIRA DO COLAPSO.
PORÉM, ELES NÃO TÊM NENHUMA RAZÃO PARA SE VANGLORIAR, POIS O CENÁRIO DE UMA DERROCADA COMPLETA DO SISTEMA BANCÁRIO EUROPEU E MUNDIAL É MAIS DO QUE UMA HIPÓTESE. JÁ ENTROU NO DOMÍNIO DAS CERTEZAS MATEMÁTICAS, DEPOIS DE DEIXAR DE FIGURAR NO ÂMBITO DAS CONJETURAS.

- O QUE TEM O «DB» A VER COMIGO? POIS TEM TUDO, VISTO QUE É O MAIOR BANCO EUROPEU. ELE DESDOBRA OS SEUS TENTÁCULOS EM MÚLTIPLAS DIREÇÕES, SENDO CONTRAPARTIDA, ATRAVÉS DE DERIVATIVOS, DE ALGO COMO DEZANOVE VEZES O PIB DA ALEMANHA
A IMAGEM DO CASTELO DE CARTAS NÃO PODIA SER MAIS APROPRIADA. 
O «BD» FOI SALVO DA DERROCADA IMEDIATA, NA SEMANA PASSADA, ATRAVÉS DE UM BOATO LANÇADO A PARTIR DO TWITTER, SEM BASE ABSOLUTAMENTE NENHUMA. ESTRANHAMENTE -OU TALVEZ NÃO - ESSE BOATO FOI ACRITICAMENTE RETOMADO NOS SITES E JORNAIS FINANCEIROS «RESPEITÁVEIS». 
UM COLAPSO DAS AÇÕES DO «BD» DE MAIS DE 10% NO ESPAÇO DE MINUTOS FOI ASSIM REVERTIDO IN EXTREMIS. É POSSÍVEL QUE TAL MANOBRA TENHA SERVIDO PARA RESGATAR AÇÕES DE «HEDGE FUNDS», OU DE OUTROS GRANDES INVESTIDORES. O CERTO É QUE A SITUAÇÃO INCERTA DO «BD» ESTÁ A MINAR TODO O TECIDO DA FINANÇA MUNDIAL, QUE NÃO TEM ILUSÃO SOBRE AS CONSEQUÊNCIAS DE UMA FALÊNCIA DO GIGANTE. AS FRASES TRANQUILIZADORAS E AS DECLARAÇÕES DE MERKEL EM COMO «NÃO HÁ LUGAR PARA UM RESGATE», APENAS ESCONDEM O DESESPERO DE UMA CASTA POLÍTICA, ALIADA A UMA CASTA FINANCEIRA, AMBAS SEM A MÍNIMA IDEIA SOBRE O QUE FAZER PARA INVERTER O CAMINHO DE DEPRESSÃO PROFUNDA EM QUE SE ENCONTRA A ECONOMIA EUROPEIA E MUNDIAL. 
AS PESSOAS DEVEM TOMAR MEDIDAS AGORA, PORQUE UM PÂNICO NOS MERCADOS FINANCEIROS SERÁ SEGUIDO, DE IMEDIATO, POR UM CONGELAMENTO DE TODA A ESPÉCIE DE OPERAÇÕES BANCÁRIAS. HÁ INDICAÇÕES DE QUE EXISTE POR DETRÁS DA CENA UM «BANK RUN», MAS DO QUAL NÃO SE NOTA NADA AO NÍVEL DA «RUA», POIS VERIFICA-SE APENAS UMA RETIRADA MASSIÇA DO GRANDE CAPITAL, INVESTIDO EM DIVERSOS ATIVOS FINANCEIROS MAIS EXPOSTOS. ELES IRÃO FAZER TODO O POSSÍVEL PARA MANTER ADORMECIDAS AS MASSAS, ATÉ ESTAREM COM O SEU DINHEIRO EM «PORTOS SEGUROS» E ENTÃO, DEIXARÃO IMPLODIR O MONSTRO, DEPOIS DE LHE TEREM EXTRAÍDO GRANDE PARTE DAS ENTRANHAS.
APROVEITARÃO ESTA OCASIÃO PARA CRIAREM  UMA SITUAÇÃO DE «ESTADO DE SÍTIO», EM QUE NÃO HAVERÁ POSSIBILIDADE DE O COMUM DOS MORTAIS MOVIMENTAR AS SUAS CONTAS BANCÁRIAS MAIS OU MENOS LIVREMENTE, ONDE SERÁ RACIONADO O ACESSO AO DINHEIRO FÍSICO ATRAVÉS DE CAIXAS DE DISTRIBUIÇÃO DE NOTAS (COMO FIZERAM NA GRÉCIA E EM CHIPRE).
APÓS ESTA FASE DE CHOQUE, IRÃO IMPOR UM NOVO SISTEMA MONETÁRIO, DESENHADO POR ELES E FAZENDO COM QUE NÓS, OS CONTRIBUINTES, SEJAMOS POSTOS A CONTRIBUIR FORÇADAMENTE, ATRAVÉS DUMA DESVALORIZAÇÃO (DE 20 A 50%) EFETIVA DA MOEDA (DÓLARES, EUROS, LIBRAS, ETC...), PARA QUE SEJA INSTAURADO O NOVO PADRÃO MONETÁRIO. ENTRETANTO, E GRAÇAS A ESTE «RESET», UMA SÉRIE DE DÍVIDAS SERÃO APAGADAS - COMO QUE POR ENCANTO-  E ISSO SERÁ UM ALÍVIO PARA GRANDES DEVEDORES. ENTRE ELES, OS ESTADOS, RAZÃO PELA QUAL ELES ESTÃO DE ALMA E CORAÇÃO CONIVENTES NO TAL «GREAT RESET». 
AS REFORMAS DOS PENSIONISTAS E OS ORDENADOS DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS NÃO ESTARÃO NUNCA «EM RISCO», SOMENTE O PODER DE COMPRA DE AMBOS FICARÁ REDUZIDO NA PERCENTAGEM QUE FOR PRECISO, PARA AS GRANDES FORTUNAS E OS ESTADOS QUE NOS OPRIMEM PODEREM CONTINUAR A FAZÊ-LO.

ESTE É O CENÁRIO PROVÁVEL, COM MAIOR OU MENOR VARIAÇÃO  NO PORMENOR. 

É ESTE O SIGNIFICADO DE UM COLAPSO DO «DB». SE SOUBER QUE JÁ TERÁ OCORRIDO, QUANDO ESTIVER A LER ESTA NOTÍCIA DE BLOG, ISSO SIGNIFICA QUE, NESSE MOMENTO, JÁ SERÁ TARDE DEMAIS.