domingo, 28 de maio de 2017

EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS - 7

[*poema extraído do livro Exercícios Espirituais, 1985, Ed. MIC (Estoril)]


ESCREVENDO SOBRE O RIO

Vou escrevendo sobre o rio
Estas palavras
Entre murmúrios indolentes
Logo apagadas
Pela força da corrente…

Dizei-me: Que resta
De tudo isso, afinal?
- Resta a memória difusa
De eras varridas pelo sopro
Descido das montanhas…
Eco de cavalgadas viris…

- Calem-se vozes arrotando retórica
Sobre os cadáveres dos pássaros
Regelados na neve!
- Calem-se vozes gemendo ladainhas
Sobre os espaços estelares
Chovendo pérolas entre nuvens!

Calem-se! E deixem-me ouvir
A vibrante epopeia
Que as vagas atiram às rochas
Rolando, rompendo num rugido

Rouco, raivoso de espuma!