quarta-feira, 19 de junho de 2019

TRABALHOS DOS NEANDERTAIS NA GRUTA DE BRUNIQUEL


O estado a ciência permite descobrir quando as estalagmites foram retiradas e dispostas pelos Homens de Neandertal. Não existem vestígios orgânicos, à parte de um fragmento de osso de urso das cavernas, calcinado, que deu a datação carbono de cerca de 47 mil anos. Mas, os resultados das datações de estalagmites deram o resultado de 175 mil anos! É sensacional e muda completamente a perspectiva sobre o paleolítico e o Homem de Neandertal mais antigo.

Um templo, com vários centros de fogueiras, que se podem reconstituir, mostram que estes homens tinham grande controlo do fogo, nesta época de glaciação.

João Zilhão - que intervém no documentário - mostrou que existem provas de capacidade simbólica no Homem de Neandertal a partir de conchas perfuradas e com pigmentos de ocre.

Não se vai construir uma estrutura que implica a remoção de 2,3 toneladas de estalagmites a 300 metros de profundidade, senão com objectivos rituais. Portanto, estamos perante uma prova  evidente de espiritualidade no Homem de Neandertal de há 180 mil anos.
Estamos bem longe da imagem estereotipada de uma espécie (Homo neanderthalensis) «inferior» à dos homens anatomicamente modernos (o Homo sapiens).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários são bem vindos que vierem por bem