sábado, 4 de julho de 2020

MAQUIAVEL OU O DISCURSO DO REALISMO POLÍTICO


Encontra-se, neste vídeo (falado em francês), uma descrição sóbria e lúcida da teoria política de Maquiavel, o filósofo político moderno por excelência. 
O facto dos termos «maquiavélico» ou «maquiavelismo» terem conotação claramente negativa, pelo menos no discurso corrente, mostra como a «elite» pretende ocultar a sua própria forma de agir em política. 
Se bem compreendi, a tese do autor deste vídeo seria a seguinte: 
- Se olharmos para a classe política à luz de «O Príncipe» (a obra-prima de Maquiavel), este manual será o revelador da forma como a elite pensa a «arte de governar». Então, poderemos mais facilmente descodificar as suas acções. 
Basicamente, os discursos de circunstância, ou ideológicos dos políticos, são vertidos na matriz da «República» de Platão: A tarefa do poder político consistiria em tornar a sociedade e os indivíduos mais perfeitos, mais próximos do modelo ideal de «república filosófica». 
Porém, o verdadeiro esteio teórico dos políticos - de direita ou de esquerda, liberais ou autoritários - é o realismo político de Maquiavel: Os homens são assim como são; de nada serve tentar mudá-los, deve-se antes aproveitar o conhecimento que temos deles, para os governar. A arte de governar é aquilo que dá a ilusão de que o líder vai ao encontro dos desejos do povo, quando - na realidade - apenas está a manter as condições de exercer o poder.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Todos os comentários são bem vindos que vierem por bem