quinta-feira, 5 de março de 2020

[Prof. Anthony Hall] QUEM OU O QUÊ INICIOU A EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS ?


Num extenso artigo/dossier (ir para o link encimando este texto), o prof. Anthony Hall reúne um conjunto de evidências contraditórias, umas que chegaram ao conhecimento do público, outras não, assim como uma interessante análise do contexto da guerra surda que as principais potências travam no domínio da guerra biológica.
- Será o vírus de Wuhan um produto da natureza ou artificial?
- Será casual ou não a proximidade do foco inicial do vírus em relação ao instituto de virologia de Wuhan, que alberga um laboratório de nível de segurança 4 (apto para manipular estirpes letais e perigosas)?
O certo é que a media não tem ajudado, ora propalando os mitos sobre a origem do vírus originados pelo poder (nomeadamente, do governo chinês), ora outros mitos e histórias distorcidas por toda a espécie de propaganda e de desinformação, de sentidos contrários (ligadas à CIA, Mossad, meios governamentais e media russos, ou outras).
Muito interessante é a sua revelação da posição do  Dr. Boyle, principal negociador por parte dos EUA, da convenção da ONU sobre armas biológicas.
Um manancial de informação e de recortes de media, inteligentemente escrutinados.
O certo é que a necessidade de apurar o como este vírus veio a existir e disseminar-se inicialmente pode - com certeza - trazer pistas importantíssimas para o seu combate. Com efeito, a existência de  «reservatório(s) natural(ais)» é muito importante, caso a verdade seja que este vírus foi originado na natureza e foi acidentalmente transmitido dum hospedeiro animal para o ser humano.
Substancialmente diferente será o modo de combater o vírus, nos já infectados ou em prevenir o alastramento da infecção, caso este vírus resulte de engenharia genética. 

Para além do perigo imediato da pandemia do vírus de Wuhan, que pode - segundo investigador chinês - chegar a contaminar uma percentagem da população mundial da ordem de 60%, existe outro perigo, ainda mais negro.

Com efeito, como já tinha relatado neste blog (CORONAVÍRUS DE WUHAN: BIO-ARMA ARTIFICIALMENTE FABRICADA?), há boas razões para suspeitar que os laboratórios de alta segurança biológica de várias grandes potências albergam ilegamente (mas com pleno conhecimento e anuência dos respectivos governos) programas de armas biológicas, cuja «justificação» ou pretexto é que precisam de estudar essas estirpes perigosas para contrariar um ataque inimigo com antídoto ou vacina apropriada...Mas, na realidade, os referidos laboratórios e Estados (ver: A PANDEMIA DO MEDO), estão simplesmente a violar a convenção da ONU que eles negociaram, assinaram e ratificaram.

2 comentários:

  1. https://www.les-crises.fr/un-virus-mondialise-par-michel-onfray/
    Michel Onfray explica que o coronavírus não é somente uma epidemia médica mas também uma matáfora.

    ResponderEliminar
  2. Philip Giraldi, ex-analista da CIA, tem uma palavras a dizer sobre o assunto : https://www.strategic-culture.org/news/2020/03/05/who-made-coronavirus-was-it-us-israel-or-china-itself/

    ResponderEliminar

Todos os comentários são bem vindos que vierem por bem