sábado, 22 de julho de 2017

O CUIDAR DOS IDOSOS... NOS LOBOS

                                

Uma alcateia de lobos: 

- Os primeiros 3 são os velhos e doentes, eles marcam o ritmo de toda a alcateia. Se fosse de outra maneira, eles ficariam para trás, perdendo contacto com a alcateia. Em caso de embuscada, seriam sacrificados. 
- Depois, vêm os 5 mais fortes, em linha da frente.
- No centro, está o resto da alcateia, seguidos pelos os segundos 5 mais fortes.
- O último é o alfa. Controla tudo a partir de trás. Nesta posição consegue ver tudo, decidir sobre a direcção a tomar. Ele vê a alcateia toda.
- A alcateia move-se de acordo com o ritmo dos mais velhos e entreajuda-se, vigia-se mutuamente.
Texto de Donald Wilson  [traduzido por Manuel Banet] retirado do blog de Martin Armstrong

Comentário: tal como em relação a outros animais, o lobo é representado no imaginário popular como cruel, sem sentimentos, uma encarnação do mal. 
Na realidade, o lobo é o animal mais nobre que existe. Mais nobre que muitos humanos, de certeza. 
O lobo deu origem ao cão, o qual descende de populações de lobos domesticadas durante o paleolítico. O cão é um animal nobre e fiel, derivando esses traços do lobo juvenil, naturalmente submisso aos mais velhos (substituição destes pelos donos humanos). 
Para mais esclarecimentos sobre as origens e genealogia do cão vejam aqui.