sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

SABER VIVER EM PAZ CONNOSCO PRÓPRIOS E COM OS OUTROS (*)


(*) Creio que estes princípios ou reflexões se podem aplicar nas nossas vidas, independentemente das condições concretas. Oxalá o leitor possa acrescentar outros, de sua iniciativa e nos dê a conhecer... ganhando em sabedoria, ganhamos todos!


- Ser o seu próprio banco central

- Ser o seu próprio governo (autogoverno)

- Gerir o tempo não é andar atrás dos ponteiros do relógio

- Produzir o seu próprio modo de pensar, seus próprios valores políticos, ideológicos, morais

- Não procurar obter um determinado efeito nos outros, das nossas acções; porém, observar qual o referido efeito das nossas acções passadas e tentar pôr-se na pele do outro.

- Prevenir ao máximo a doença, não fumando, não cometendo excessos com comidas e bebidas alcoólicas, evitando as irregularidades dos sonos, fazendo exercício físico adequado à idade e à condição física, em suma: Apostar a 100% na atitude preventiva em termos de saúde

- Dar graças por tudo o que temos de bom, na nossa própria pessoa; e aquilo que não é assim tão bom, seja um desafio para nossa autotransformação.

- Mostrar afecto, não reprimi-lo, para com as pessoas que têm estima por nós. Manifestar afecto de forma discreta, como estar atento ao que a pessoa diz, aos seus desejos.

- Obedecer aos ciclos, aos ritmos da Natureza, sejam eles curtos ou longos, diurnos, lunares, sazonais, anuais, plurianuais… fazer tudo em harmonia com estes ciclos