quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

RONDEL PELA PAZ (*)

Vem... A paz no mundo é urgente
Vem connosco. Dá-nos as tuas mãos
Nesta ronda somos todos irmãos
Sejas do Leste, do ocidente

Norte ou Sul, é indiferente
Rejeitemos os preconceitos vãos
Vem, a paz no mundo é urgente
Vem connosco, dá-nos as tuas mãos

Vai-se erguendo um ror de gente
Contra a guerra que torna órfãos
Os filhos e inválidos os sãos

Vem, a paz no mundo é URGENTE!


(* do ciclo de poemas inéditos de 1982: «Doze Rondéis pela Paz»)